Desigualdades e democracia: o debate na teoria política

Organização de Luis Felipe Miguel. São Paulo: Editora Unesp, 2016.

Embora sua definição clássica seja “governo do povo”, a democracia sempre manteve uma relação ambígua com a igualdade. Se na Grécia Antiga imperavam múltiplas exclusões, nos regimes contemporâneos a extensão da cidadania convive com o alcance reduzido da vontade popular, cujas decisões influem menos nos rumos da vida coletiva. O livro apresenta um panorama de como as diferentes correntes da teoria democrática encaram o problema das desigualdades. Seus capítulos desvelam uma radiografia plural. que não só apresenta possíveis enquadramentos das “desigualdades”, mas também propõe uma reflexão abrangente sobre os diversos significados do que se entende por “democracia”. Fruto de pesquisa coletiva, inclui contribuições de Adrian Gurza Lavalle, Carlos Machado e Danusa Marques, Claudia Feres Faria, Daniel de Mendonça, Flávia Biroli, Luciana Ballestrin, Luis Felipe Miguel, Ricardo Fabrino Mendonça e Ricardo Silva.

Please reload

Mande seu e-mail para: 

gp.demode@gmail.com

 

Ou escreva para:

Grupo de Pesquisa Democracia e Desigualdades - Demodê

Instituto de Ciência Política - IPOL

Universidade de Brasília - UnB

Campus Universitário "Darcy Ribeiro" - Asa Norte

70904-970 - Brasília - DF - Brasil

Apoio: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF)